11 de novembro de 2011

Lição 07: Adolescentes - Vencendo obstáculos

Texto Bíblico: Romanos 8.31-38


Os sofrimentos, aos quais cada cristão está sujeito, representam um ministério para cada um no sentido de não conseguir entender por que foi escolhido para sofrer mais, ou de forma diferentes dos outros. Às vezes não estamos conseguindo entender as imperfeições que Deus está procurando corrigir. Em outras ocasiões, não entendemos os objetivos de Deus mediante aquela situação sofrível que estamos vivendo. Mas tenhamos uma certeza, tudo tem um propósito (Dicionário Wycliffe, CPAD).

  
Na escolha e no chamado de Deus existe uma imensa garantia para o cristão em um mundo onde existe tanta coisa contra ele. Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? “Deus é por nós”, essa deve ser uma certeza interior para nós, a acusação que é contra nós deve ser removida, e precisamos ser transformados no próprio âmago do nosso ser. Graças a Deus, a acusação foi tragada na morte reconciliadora do seu próprio Filho. Pelo sangue do Crucificado fomos justificados.

Os cristãos não vivem muito melhor do que os outros. Paulo não acreditava nisso. Para ele, e para muitos milhares de testemunhas fiéis a Cristo, a vida cristã significava tribulação... angústia... perseguição... fome... nudez... perigo... espada. Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo dia: fomos reputados como ovelhas para o matadouro. O discípulo não está acima do seu Mestre. Se eles o crucificaram, se a sua vida estava sendo uma vida de sofrimento, isso deveria ser o melhor para os seus discípulos? Se Deus, por meio do seu sofrimento, foi capaz de dar uma prova do amor divino, então os sofrimentos dos cristãos não deveriam obscurecer esse amor. Paulo escreve: “Mas em todas as coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou” (Rm 8.37).

Fonte: http://www.cpad.com.br/

Curta a nossa Fan Page no Facebook